segunda-feira, 25 de agosto de 2014








 
Registrando:

        Selecionada no Curso de Especialização em Gestão Escolar – 2014
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.
Lídia Devitte Fontes.
Polo: Santa Maria RS 



segunda-feira, 18 de agosto de 2014






" Nunca é tarde para nada, só é tarde depois da morte. Viva com intensidade cada dia, isso que é importante!!!" ( FONTES, Lídia Devitte.)

terça-feira, 12 de março de 2013


Ensinar exige a corporeificação das palavras pelo exemplo: Quem pensa certo está cansado de saber que as palavras a que falta corporeidade do exemplo pouco ou quase nada valem. Pensar certo é fazer certo.   "Paulo Freire"

- Ensinar exige estética e ética :

Não é possível pensar os seres humanos longe, sequer, da ética, quanto mais fora dela. Estar longe ou pior, fora da ética, entre nós, mulheres e homens, é uma transgressão. É por isso que transformar a experiência educativa em puro treinamento técnico é amesquinhar o que há de fundamentalmente humano no exercício educativo: o seu caráter formador. Se se respeita a natureza do ser humano, o ensino dos conteúdos não pode dar-se alheio à formação moral do educando. Educar é substantivamente formar. Divinizar ou diabolizar a tecnologia ou a ciência é uma forma altamente negativa e perigosa de pensar errado. De testemunhar os alunos, as vezes com ares de quem possui a verdade, um rotundo desacerto. Pensar certo, pelo contrario, demanda profundidade e não superficialidade na compreensão e na interpretação dos fatos. Supõe a disponibilidade à revisão dos achados, reconhece não apenas a possibilidade de mudar de opção, de apreciação, mas o direito de fazê-lo. Mas como não há pensar certo à margem de princípios éticos, se mudar é uma possibilidade e um direito, cabe a quem muda - exige o pensar certo - que assuma a mudança operada. Do ponto de vista do pensador, não é possível mudar e fazer de conta que não mudou. É que todo pensar certo é radicalmente coerente.

Paulo Freire 

"Curiosidade humana vem sendo histórica e socialmente construída e reconstruída. Precisamente por que a promoção da ingenuidade para a criticidade não se dá automaticamente, uma das tarefas precípuas da prática educativa-progressista é exatamente o desenvolvimento da curiosidade crítica, insatisfeita, indócil. Curiosidade com que podemos nos defender "irracionalismos" decorrentes do ou produzidos por certo excesso de "racionalidade" de nosso tempo altamente tecnologizado. E não vai nesta consideração nenhuma arrancada falsamente humanista de negação da tecnologia e da ciência. Pelo contrario é consideração de quem, de um lado, não diviniza a tecnologia, mas, de outro, não há diaboliza. De quem a olha ou mesmo a espreita de forma criticamente curiosa."
Paulo Freire

Às vezes me ponho a pensar os porquês de tudo...as razões... os sentidos... as fraquezas.. os desânimos..a coragem... o medo... a luta...enfim  a vida ... isso tudo é vida...vida que foge e aproxima de mim deixando marcas boas e ruins...mas ainda é vida e ainda quero viver perto de pessoas que tanto amo!!!